Revista Adolescência e Saúde

Revista Oficial do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente / UERJ

NESA Publicação oficial
ISSN: 2177-5281 (Online)

Vol. 15 nº 3 - Jul/Set - 2018

Artigo Original Imprimir 

Páginas: 7 a 14

Resiliência e qualidade de vida: um estudo correlacional em jovens e adolescentes

Resilience and quality of life: a correlational study in young people and adolescents



Autores: Cynthia de Freitas Melo1; José Eurico de Vasconcelos Filho2; Marina Braga Teófilo3; Icaro Moreira Costa4; Camila Maria de Oliveira Ramos5; Ronaldo Almeida de Freitas Filho6

PDF Português            

Descritores: Resiliência psicológica, qualidade de vida, adulto jovem, adolescente.
Keywords: Resilience, Psychological, quality of life, homeless youth, adolescent.

Resumo:
OBJETIVO: Verificar em que medida a capacidade de resiliência se relaciona com o nível de qualidade de vida em jovens e adolescentes.
MÉTODOS: Por meio de um levantamento nacional online, uma amostra não probabilística composta por 6.755 participantes entre 14 e 24 anos respondeu a Escala de Resiliência desenvolvida por Wagnild e Young (1993), a Escala de Qualidade de Vida desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde - WHOQOL-bref, (2000) e um questionário sociodemográfico. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e correlacional com auxílio do software estatístico SPSS (Statistical Package for Social Science) para Windows versão 22.
RESULTADOS: A capacidade de resiliência se correlaciona positiva e significativamente com a qualidade de vida.
CONCLUSÃO: Quanto maior os índices de resiliência, maiores serão os índices de percepção sobre a qualidade de vida e saúde de jovens e adolescentes.

Abstract:
OBJECTIVE: Verify the extent to which the resilience capacity is related to the level of life quality in young people and adolescents.
METHODS: Through a national online survey, a non-probabilistic sample composed of 6,755 participants between 14 and 24 years of age answered the Wagnild and Young (1993) Resilience Scale, the Quality of Life Scale developed by the WHOQOL -bref, (2000) and a sociodemographic questionnaire. The data were analyzed through descriptive and correlational statistics using statistical software SPSS (Statistical Package for Social Science) for Windows version 22.
RESULTS: Resilience capacity correlates positively and significantly with life quality.
CONCLUSION: As higher the resilience indices, higher will be the indices of perception about the quality of life and health of young people and adolescents.

<<<<<<< .mine

GN1 © 2004-2018 Revista Adolescência e Saúde. Fone: (21) 2868-8456 / 2868-8457
Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente - NESA - UERJ
Boulevard 28 de Setembro, 109 - Fundos - Pavilhão Floriano Stoffel - Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ. CEP: 20551-030.
E-mail: revista@adolescenciaesaude.com